Quem é Maria l O Rosário l Aparições l Novenas l Orações l Devoção do Mês l Artigos l Imagens l Links l Home


Artigos
_________________________________________________________________
Devoção a Santíssima Virgem Maria

 

"O culto mais agradável que à Mãe de Deus
podemos tributar é a imitação de suas virtudes".

Introdução:

O feito mais importante da história é que o Filho de Deus fez-se carne nas puríssimas entranhas da Virgem Maria, fazendo-se homem para habitar entre nós e salvar-nos do pecado. A Virgem, portanto, é Mãe de Deus. Mas também é nossa Mãe, mãe de toda a humanidade e, especialmente, mãe dos cristãos; no Calvário Jesus entregou-nos Maria como Mãe. Momentos antes de morrer, vendo sua Mãe e o discípulo amado que a acompanhava, disse: “Mulher, eis aí teu filho;... Eis aí tua Mãe” (João 19,26-27).
Com razão a Igreja não cessa de exortar a seus filhos para que vivam uma terna e filial devoção à Santíssima Virgem. Neste último tema do Resumo do Catecismo da Igreja Católica busca aumentar a devoção à Virgem. Oxalá saibamos acudir sempre a Ela, pedindo-lhe que nos faça bons filhos, bons cristãos e seguidores fiéis de seu Filho, Jesus Cristo!


Idéias Principais:

1. A Virgem Maria é nossa Mãe

A Santíssima Virgem ocupa o primeiro lugar entre os anjos e santos do céu porque é a Mãe de Jesus, nosso Redentor. Como Jesus é nosso irmão, a Virgem é também nossa mãe; quando estava morrendo na cruz, Jesus nos deu Maria como mãe: “Eis aí tua Mãe”, disse Jesus a João, que naquele momento nos representava a todos. Assunta ao céu em corpo e alma, desde lá ela intercede por nós como boa mãe que é.

2. Nós, cristãos, veneramos a Maria de um modo muito especial

Do mesmo modo que João cuidou da Virgem Maria depois da ascensão de Jesus ao céu, também nós devemos amá-la e venerá-la como bons filhos. Assim tem feito os cristãos ao longo dos séculos, e todos os santos sempre tiveram uma devoção especial à Virgem; daí que tenham surgido tantas formas de honrá-la. Nós, cristãos de hoje, devemos conhecê-las e praticá-las, se quisermos manifestar o nosso amor à Mãe do céu.

3. Devoções marianas

a) Oração à Virgem ao despertar e ao recolher-se. Às mães agrada-lhes que os filhos as cumprimentem pela manhã e delas se despeçam à noite. À Virgem – nossa Mãe – também isso lhe agrada. Podemos faze-lo rezando três Ave-Marias e alguma outra oração, como por exemplo, a “Consagração a Nossa Senhora”.
b) Venerar as imagens da Virgem. Nas Igrejas, casas, etc... os cristãos colocam quadros e imagens da Virgem para que possamos lembrar-nos com freqüência dela. Ao ver sua imagem, podemos dirigir-lhe pequenas orações (jaculatórias).
c) O Angelus ou o Regina Coeli. Muitos cristãos tem o costume de rezar ao meio dia a oração do Ângelus (No tempo pascal o Regina Coeli). Com esta oração recordamos à Virgem nos momentos importantes de sua vida como a Encarnação e a Ressurreição de seu Filho.
d) O Santo Rosário. Vamos repetindo as Ave-Marias enquanto se meditam os diversos mistérios da nossa Redenção. É uma tradição muito arraigada entre os cristãos e vivamente recomendada pela Igreja. Pode ajudar-nos a querer mais a Virgem, e sabemos que agrada muito a Nossa Senhora esta oração.
e) O mês de maio. Neste mês, a Igreja deseja honrar de modo especial à Virgem: adornam-se de flores os altares e a cada dia, pode-se ter um detalhe de amor a Nossa Senhora.
f) O escapulário do Carmo. A Virgem prometeu a São Simão Stock (século XIII) que aqueles que morressem com seu escapulário não se condenariam. O fato de usa-lo nos recorda a Nossa Mãe e permite que acudamos a Ela a cada momento.
g) O sábado. É o dia da semana por excelência dedicado à Virgem. Além de outras devoções marianas, podemos rezar ou cantar a “Salve Regina”.
h) As visitas aos santuários marianos. Em todo o tempo, mas de modo particular no mês de maio, os cristãos visitam os santuários e imagens da Virgem, para honrá-la e aumentar assim sua devoção. Pode-se ir rezando o rosário, com espírito de recolhimento e de mortificação.
i) As festas de Nossa Senhora. Ao longo do ano, a Igreja celebra com alegria as festas da Santíssima Virgem. Nós devemos nos unir a estas comemorações com verdadeira alegria filial.
As principais festas de Nossa Senhora são:

01 de janeiro: Santa Maria, Mãe de Deus.
02 de fevereiro: A Purificação de Nossa Senhora
25 de março: A Anunciação
15 de agosto: A Assunção ao céu em corpo e alma
08 de setembro: A Natividade de Maria
12 de outubro: Nossa Senhora Aparecida
08 de dezembro: A Imaculada Conceição

4. Aumentar sempre o amor a Nossa Senhora

A vida do cristão é um caminhar em direção a Deus: dele viemos e para Ele nos dirigimos. A Virgem nos Acompanha, protege e ajuda. Devemos aumentar nosso amor a Ela, tratando-a com especial carinho, oferecendo-lhe as coisas da nossa vida, acudindo sempre com confiança à sua poderosa intercessão, vivendo as devoções que vimos acima. Nosso amor à Virgem deve ser grande, constante e sempre crescente.

5. Propósitos de vida cristã:

  1. Concretizar alguma devoção Mariana, vivendo-a com carinho e perseverança.
  2. Repassar as orações dirigidas a Nossa Senhora, para sabe-las rezar bem.
Fonte: Livro "Curso de Catequesis" do Editorial Palavra, España
Tradução: Pe. Antônio Carlos Rossi Keller

 

®2005 - Todos os direitos reservados l Desenvolvido por Karina Melo