Quem é Maria l O Rosário l Aparições l Novenas l Orações l Devoção do Mês l Artigos l Imagens l Links l Home

 

Artigos
____________________________________________________________________
Ave Maria, cheia de graça...

Maria nos ensina muitas coisas. Com ela, passamos a entender melhor o sentido de ser serva, servo do Senhor. Descobrimos como ser atentos aos mínimos detalhes, como assim ela foi em Caná. Aprendemos a ter atitudes reflexivas e a não ser deixado levar pela onda que passa, assim como Maria acolheu o anúncio do anjo ( Lc 1,29).
Ela nos ensina a perceber a vida de forma intensa, conservando e meditando no coração os acontecimentos do dia-a-dia. Ensina a caminhar com o povo e ser atento às suas necessidades, a servir, doar, ser sal da terra, luz do mundo e fermento na massa para muitos. Mostra como assumir nossa identidade de jovens batizados e comprometidos com o Reino de Deus.

Sem dúvida Maria teve uma preparação de berço. A formação familiar foi fundamental para ela se tornar uma pessoa mais digna, consciente de si, cheia de auto-estima, preparada para a vida e seus desafios.

Uma das cenas mais marcantes da vida de Maria foi o anúncio do anjo, que lhe trouxe um recado divino: ela seria a mãe do Salvador. Entre tantas, Maria foi escolhida para gerar, educar, seguir os passos de seu filho Jesus, assumir a maternidade da humanidade aos pés da cruz e não fazer outra coisa que fosse guiar seus filhos ao Filho.

 

A escolhida

Maria teve de manter segredo. Isso criou um certo embaraço no seu relacionamento com José, a ponto de ele pensar em abandoná-la em segredo. Mais eis que o anjo do Senhor lhe apareceu em sonho e o fez entender melhor sua missão, que ele também abraçou com toda humildade, como educador, pai e protetor.
Maria caminhou grávida, contando com todo o apoio de José. Após o recenseamento, eles procuraram uma estalagem para passar a noite. Mas nenhuma pode abrigar aquela família, cuja mulher estava prestes a dar à luz. É surpreendente notar que o Filho de Deus não nasceu em berço de ouro, nem sua mãe foi contemplada com o melhor serviço hospitalar, muito menos seu pai tinha o emprego mais sofisticado da época.

A mulher

Em Caná, Jesus dá o melhor vinho depois que sua mãe diz aos servos: Fazei tudo o que Ele vos disser (Jo. 2,5). A fé do antigo povo de Deus culmina ,agora, na fé de Maria. Da mesma maneira que a comunidade de Israel era freqüentemente representada pela imagem de uma mulher, Maria representa a comunidade dos cristãos.
É importante perceber que os evangelistas tecem uma trajetória de Maria que acompanha o seu filho em todos os momentos da vida, mostrando assim o valor desmedido da mãe para com seu filho. Além do mais, deixa que seja feita a vontade do Pai.

A presença de Maria em toda vida de seu Filho Jesus reforça a confiança que temos em sua pessoa, tendo-a como Auxiliadora, mulher que soube aceitar o convite do Senhor para ser a mãe do Filho do Homem e, no céu, intercede por nós pecadores.

Sua caridade ultrapassa os simples gestos e atitudes concretas de alguma ajuda material, de acolhida de uma visita, de um gesto de perdão. Ela é uma presença que compreende, acolhe, fortalece, dá segurança. Ela é filha, mãe, esposa, companheira e amiga.


Fonte:
José Pereira Lima Filho/Antônio Gomes de Medeiros Filho ( Boletim Salesiano Set/Out 2003).

 

®2005 - Todos os direitos reservados l Desenvolvido por Karina Melo